O SCORM, suas aplicações e a evolução do LMS para beneficiar o e-learning

O SCORM, suas aplicações e a evolução do LMS para beneficiar o e-learning

novembro 26, 2020 in e-Learning, Educação Corporativa, LMS, Treinamento

O que é SCORM

Ao pesquisar sobre plataformas de educação a distância ou metodologias usadas na criação de cursos online, é provável que você já tenha se deparado com a sigla SCORM e deve ter se perguntado o que ela significa.

Pois é justamente sobre esse assunto que vamos tratar aqui, mas não é só isso. Neste artigo você poderá entender melhor como o SCORM se aplica ao e-learning, quais são suas vantagens e limitações e, o melhor de tudo: por que o LMS que a Take5 criou representa uma evolução de tudo que existe relacionado ao e-learning SCORM. Boa leitura!

O que é e-learning SCORM?

Vamos por partes. SCORM é uma sigla formada pelas iniciais das palavras em inglês Shareable Content Object Reference Model, que traduzidas para o português significam Modelo de Referência de Objeto de Conteúdo Compartilhável.

Quanto a e-learning, nada mais é do que uma forma de ensino não presencial apoiada em tecnologia da informação e comunicação. Sim, estamos falando do bom e velho EAD – ensino a distância, que se tornou a salvação da aprendizagem em tempos de pandemia.

Dito isso, chegamos finalmente ao e-learning SCORM, um modelo de ensino, em uma ponta, e de aprendizagem, na outra, que acontece no ambiente eletrônico, online, aproveitando as propriedades da internet para comunicar e distribuir conteúdo.

Indo um pouco mais adiante, SCORM é o nome dado ao conjunto de padronizações e especificações de que é composto o protocolo de comunicação entre as ferramentas de aprendizagem do EAD e a plataforma Learning Management System (LMS), conhecida ainda como Sistema de Gerenciamento de Aprendizado.

A partir de agora, iremos explorar outros detalhes dessa interação. Por ora, vamos olhar mais de perto tudo o que se relaciona ao SCORM.

A origem

O SCORM foi desenvolvido em 1999 pela Advanced Distributed Learning (ADL) — instituição mantida pela Secretaria de Defesa dos Estados Unidos — para atender a um pedido do governo norte-americano.

Objetivo

O governo dos Estados Unidos decidiu desenvolver cursos de treinamento para serem distribuídos online ao seu exército. Entretanto, cada departamento começou a desenvolver seu próprio curso e a disponibilizá-lo por meio de um LMS de sua escolha.

Resultado: os cursos dos diversos departamentos eram diferentes uns dos outros, não havia padronização de conteúdo.

Foi daí que surgiu o pedido do governo dos Estados Unidos ao seu Departamento de Defesa para que desenvolvesse um padrão que permitisse migrar o conteúdo de seus cursos preparatórios digitais de uma plataforma à outra e que esse conteúdo rodasse adequadamente em todas elas.

A solução

A solução encontrada foi o SCORM, que, ao estabelecer um conjunto de padrões técnicos para os recursos de aprendizagem a distância, possibilitou que o conteúdo dos cursos fosse unificado e pudesse ser compartilhado de forma efetiva e eficiente com os sistemas que os suportam.

Esses sistemas podiam ser tanto plataformas de e-learning quanto um banco de dados digital que funcionasse exatamente como uma biblioteca onde o conteúdo ficasse armazenado e pudesse ser acessado, pesquisado ou modificado. Problem solved!

Agora você deve estar se perguntando sobre a aplicação do SCORM nos cursos online e como ele funciona nos dias de hoje. É exatamente sobre isso que vamos falar.

Como o SCORM é implementado em um curso?

Normalmente, as plataformas de instituições de ensino a distância costumam se beneficiar do SCORM, que utiliza um modelo padrão técnico de objeto de conteúdo compartilhável por uma plataforma e-learning.

Assim, vamos ver mais detalhadamente qual o papel do SCORM no ensino a distância.

  • Padronizar conteúdos: o SCORM permite que o mesmo conteúdo possa rodar em algumas plataformas. E aqui vale um breve parêntese: ainda hoje, existem plataformas que não conseguem aceitar alguns tipos de conteúdo. A boa notícia é que o LMS da Take5, do qual falaremos mais à frente, roda em todo tipo de conteúdo.
  • Uniformizar especificações: o SCORM criou um padrão único de especificações para possibilitar a comunicação entre conteúdos e os sistemas EAD.
  • Reutilizar objetos de aprendizagem: a partir do SCORM, objetos de aprendizagem podem ser utilizados em diferentes módulos, disciplinas e contextos.
  • Flexibilizar o uso dos objetos de aprendizagem: por meio de um simples processo de exportação e importação de dados, os objetos de aprendizagem podem ser usados em diferentes etapas EAD.
  • Tornar universal seu uso: o SCORM permite que os mesmos objetos de aprendizagem possam ser empregados em diferentes plataformas EAD, ainda que de outras instituições e localidades.

Como o SCORM funciona hoje em dia?

O SCORM é utilizado para migrar todo o conteúdo de uma plataforma LMS para outro sistema sem que haja perda de informação. Entretanto, a plataforma que irá migrar os dados precisa ser capaz de exportá-los no formato SCORM, para que isso aconteça e a que irá receber os dados deve ser capaz de carregar os cursos exportados para seu sistema.

Isso significa que a utilização do SCORM está restrita a plataformas LMS desenvolvidas com suporte para essa funcionalidade.

A pergunta que não quer calar é: o que fazer para superar essa limitação do SCORM? A Take5 tem essa resposta para você.

Solução Take 5: a evolução do SCORM

Não existe uma regra que diga que seu LMS deve ser compatível só com o SCORM. Hoje em dia, é muito mais vantajoso escolher um sistema de gestão de aprendizagem mais moderno e assertivo, como o LMS da Take5.

Essa plataforma EAD foi desenvolvida para ser capaz de receber e compreender qualquer tipo de conteúdo e, por isso, está muito à frente da padronização SCORM, que, mesmo que tenha passado por atualizações, ainda não consegue exportar vários tipos de conteúdo, como bate-papos ou fóruns de discussão.

A evolução que o LMS da Take 5 trouxe para o mundo EAD abriu as portas para você gerenciar dados, usuários e relatórios com apenas alguns cliques, além de ter total controle dos treinamentos em uma plataforma de cursos EAD robusta e avançada. 

Desenvolvida em conjunto com empresas Fortune 500, a plataforma de e-learning da Take 5 tem recursos poderosos para que empresas de todos os portes possam:

  • Inserir treinamentos – Para criar seu treinamento, você pode fazer upload de um SCORM, vídeo, PDF, PPT, YouTube e muitos outros formatos.
  • Treinar seus usuários – É possível convidar os usuários para treinar e responder as avaliações. A plataforma EAD emite online um certificado personalizado, que pode ser impresso.
  • Analisar os resultados – Os relatórios são dispostos para que cada perfil de gestão visualize apenas o que for pertinente.

Como você vê, ainda hoje o SCORM tem sua utilidade para os cursos de ensino a distância, mas suas limitações — apesar de ter sido atualizado versão após versão — têm um forte impacto para quem pretende ir mais longe.

Com o mundo em constante mudança, cada vez mais dinâmico e interativo, não é mais possível ficar na dependência de um padrão antigo, que restringe o que um desenvolvedor de LMS pode construir.

Então, se estiver pensando na plataforma ideal para seu curso online, leve em consideração tudo o que leu aqui antes de decidir se vale a pena ou não ficar restrito ao padrão do SCORM.

Se você ainda tiver alguma dúvida sobre a melhor forma de migrar e hospedar seu curso online, fale com um dos especialistas da Take 5. Estamos à disposição para ajudar!


 

  • About The Author: User

    More posts by